INCLUSÃO DE COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS NO UNIVERSO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS: REVISÃO SISTEMÁTICA

Autores

  • Juliana Casarotti Ferreira dos Santos Fatec-Prudente
  • Leandra da Silva Santos
  • Carolina Martins Fernandes

Palavras-chave:

Inteligência Emocional, Gestão Empresarial, Empreendedorismo

Resumo

Considerada um paradigma do mundo do trabalho do século XXI, as emoções vêm ganhando espaço e hoje têm um impacto direto no desempenho dos profissionais. As competências socioemocionais têm apresentado uma nova perspectiva às organizações, colaborando na promoção e formação de atitudes como a resiliência, a empatia, a capacidade de avaliar as consequências e o comprometimento. Este recurso quando bem aplicado oferece uma otimização dos serviços e a possibilidade do desenvolvimento de atitudes de liderança fundamentais para o crescimento dos profissionais. Contudo, ainda é um recurso novo e pouco explorado por pequenas e médias organizações. Para prover a fundamentação sobre o conceito e discussão do tema "Competências socioemocionais", foi realizada uma pesquisa bibliográfica. Após o reconhecimento da bibliografia levantada, partiu-se para a organização de uma revisão sistemática. O objetivo foi responder a uma pergunta específica e utilizando uma metodologia sistêmica, com a meta de identificar, selecionar e avaliar criticamente as informações por meio dos dados coletados e analisados. Este artigo tem o objetivo de mostrar, por meio de uma revisão bibliográfica sistemática, que o trabalho com as competências socioemocionais é vantajoso, viável e aplicável no ambiente corporativo, também para pequenas e médias empresas, e tem apresentado resultados positivos.

Referências

CASTRO, A. A Revisão sistemática e meta-análise. Compacta: Temas de Cardiologia, v. 3, n.1. p. 5-9, 2001.

CHIAVENATO. I. Introdução a Teoria Geral da Administração: uma visão abrangente da moderna administração das organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo, SP: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2001.

GALVÃO, T. F.; MAURÍCIO, G. P. Revisões sistemáticas da literatura: passos para sua elaboração. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 23, n.01, p. 183-184, 2014.

GOLEMAN. D. Inteligência Emocional: A teoria Revolucionária que redefine o que é Ser Inteligente. 1995.

MACEDO, I.I.; RODRIGUES. D. F.; JONHANN, M. E. P.; CUNHA, N. M. M. Aspectos Comportamentais da Gestão de Pessoas. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

KOLLER, S. H.; Couto, M. C. P. P.; Hohendorff, J.V. (Org.). Métodos de

pesquisa: manual de produção científica. Porto Alegre, RS: Penso, 2014.

LACOMBE, F. J. M. Recursos Humanos: princípios e tendências. São Paulo, Saraiva, 2005.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodología Científica. São Paulo: Atlas. 2003.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 2007.

STEIN. M. Jung. O Mapa da Alma. Editora Cultrix. Ed. 01, 2000.

WEF – World Economic Forum. The Future of Jobs Report - 2016. Disponível em: http://www3.weforum.org/docs/WEF_Future_of_Jobs.pdf. Acesso em: 10 abr. 2019.

Publicado

12-06-2020

Como Citar

SANTOS, J. C. F. DOS; DA SILVA SANTOS, L.; MARTINS FERNANDES, C. . INCLUSÃO DE COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS NO UNIVERSO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS: REVISÃO SISTEMÁTICA. Revista Alomorfia, v. 4, n. 1, p. 12-20, 12 jun. 2020.

Edição

Seção

Artigos